Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Stop and Think! World AIDS Day

 

 

 

Amanhã, dia 1 de Dezembro, comemorar-se-á mais um dia Mundial da Sida.

A SIDA é uma doença resultante da infecção pelo vírus HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), que destrói todas as defesas que o hospedeiro possui. É comum dizer-se que uma pessoa com Sida não morre de Sida, mas de uma panóplia de outras doenças que não seriam mortais, ou tão mortais, para uma pessoa sem o vírus, tais como pneumonias, gripes, entre outras.

Mas nunca é demais repetir: A Sida mata, e mata muito, todos os dias. Estipula-se que Portugal seja o segundo (!!!!) país da União Europeia com maior taxa de infectados.

Não sejamos ignorantes. Uma pessoa pode ter o vírus e parecer saudável , portanto a história do «não usei preservativo, ele era de confiança» já não se admite neste século. No outro talvez, neste não.

E ouço tantas pessoas queixarem-se que não estão informadas, que há falta de informação sobre este tema! Falta? Sim, concordo. Para os invisuais. Porque para os outros não.

Os meios de transmissão são sobejamente conhecidos! Quem nunca ouviu falar deles? Relação sexual sem protecção (isto inclui qualquer tipo de contacto), Transmissão mãe-filho (daí a suprema necessidade da realização de testes pré-natais) e o contacto com sangue, mais frequente na troca de seringas.

E quem diz que o HIV está associado apenas a prostitutas e homossexuais esqueceu-se de abrir os olhos já há uns anos.

Apenas uma ultima achega: uma pessoa só saberá se é seropositivo (alberga o vírus HIV) se fizer o teste. E aqui vai a boa noticia: é GRATUITO, ANÓNIMO e CONFIDENCIAL . E saberá o resultado em poucos minutos, na presença de pessoas especializadas que o poderão orientar em caso de positividade. A este centro de diagnóstico chama-se CAD (Centro de Apoio e Diagnóstico), e existe em várias cidades.

Mas, sermões à parte, o que pretendia postar era mais sobre a maneira de podermos ajudar para a causa: quer para organizações Humanitárias quer para pesquisas.

A H &M desenhou um conjunto de tshirts com mensagens elucidativas, como «use a condom», «stop and think», à venda apartir de Março do próximo ano!

 

 

 

 

 

Cerca de 25% dos lucros da colecção irão reverter a favor da YouthAids. Em http://www.hm.com/pt/ .

 

 

 

 

Já pioneira, a marca de maquiagem MAC, desde 1994 que doa 100% da venda dos seus batons e glosses da colecção VIva Glam para a fundação MAC AIDS Fund. Em http://www.macaidsfund.org/ .

 

 

 

A Levis é outra bem conhecida marca que este ano decidiu dar contributo, com a venda de tshirts alusivas ao Dia Mundial da Sida! Em http://eu.levi.com/worldaidsday/default.aspx .

 

 

A Aldo, desde 2005 que vende tags para auxiliar a YouthAids, companhas que contaram com a presença de Charlize Theron, Avril lavigne, Pink, Christina Aguilera, etc.

 Em http://www.youthaids-aldo.org/ .

 

 

 

 

Red é uma ONG criada por Bono e Bobby Shriver cujos fundos revertem a favor da The Global Fund, uma ajuda para os mulheres e crianças africanas com HIV/Sida. Um dos mais embvemáticos produtos da Red são, precisamente o GET TOGETHER, o conjunto de perfumes da Emporio Armani. Em  http://www.inspiredfragrances.com/_en/_ww/index.aspx .

 

 

 

Para saber mais:

 

CAD : http://www.aidsportugal.com/index.php?file=cads.info

 HIV: http://www.aidsportugal.com/

 

 

 

publicado por naifnaif às 21:20

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 24 de Novembro de 2007

Beautiful wellies

 

As galochas estão mais do que na moda. Estão mesmo muito na moda. E até consigo perceber porquê! São práticas de calçar (algumas...), coloridas à maneira como a pessoa quiser, não são muiiiito caras (claro que alguns modelos podem assumir valores excessivos, mas aí estamos a falar de uma Emillio Pucci ou Burberry ), confortáveis e nada melhor para aqueles dias em que as cidades de transformam em rios selvagens e olhamos para todos os lados à espera de ver passar a Barca de Noé.

A variedade impera, mas claro que todos querem algo original e, de preferência , que mais ninguém tenha! Para isso, encomendar pela Internet é uma sugestão viável e segura.

Aqui ficam algumas sugestões de sites: Boas compras!

 

- http://www.wellieart.co.uk/

- http://www.funky-wellington-boots.co.uk/

- http://www.thewellyshop.com/

- http://www.wonderfulwellies.co.uk/

- http://www.wellie-boots.com/

- http://www.amazon.com/Smith-Hawken-Womens-Green-Wellies/dp/B0000TWWWK

- http://www.jileon.com/

- http://www.welligogs.com/

- http://www.funkywellies.co.uk/

- http://www.plueys.com/

- http://uk.burberry.com/pws/ProductCategoryAttributeLink.ice?paId=SHOP-BY-DEPARTMENT&layout=departmenthome.layout&page=ShopOnline

 

 

publicado por naifnaif às 19:22

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

HM para brincar

Andei a navegar por ai e descobri uma coisa engraçada no site da H&M. Criar o seu próprio modelo apartir de itens vendidos pela H&M.

Para isso é só aceder em http://www.hm.com/pt/#fashion e escoher a opção dressing room e aí... boas criações!

 

 

publicado por naifnaif às 11:42

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Novembro de 2007

Marie Antoinette versão Coppola

 

 

 

É já um cliché, comparar Marie Antoinette de Sophia Coppola, com uma table repleta de sobremesas. Mas é um facto. Ao vermos o filme, tão cor de rosa, azul bebé, tons pastel, creme e chantilly, a ideia que nos salta logo à memória é um duchése, um mil-folhas, um éclair de cobertura cor de rosa ou um bolo de aniversário com forma do castelo da cinderela da Disney.

Isto porque Marie Antoinette é delicioso. Do inicio ao fim. É um filme que não deixa ninguém indiferente. Ou se ama, ou se odeia! E eu amei! Amei, amei, amei! Amei as roupas, os cenários, os pormenores, as cores, as imagens... Achei o filme um pedaçinho de algodão doce cor de rosa, que compramos na feira e vamos saboreando à medida que vemos as diversões e a multidão a passar por nós. Tal e qual. As diversões e a multidão, que, como no filme, não nos dizem nada de novo, não nos ensinam, mas distraem-nos e enchem a noite de festa de colorido. Claro que os franceses não gostaram do filme, afinal, pegaram no seu ícone e transformaram-na num produto sub-pop americano. Mas aqui o que me interessa não é a técnica de filmagem, o ângulo correcto ou a expressão facial de Kristen Dunst. O que me interessa chama-se Milena Canonero, responsável pelo (brilhante) guarda roupa do filme, que angariou o Óscar e o Academy Award pelo melhor guarda roupa, ficando-se pela nomeção nos Baftas e Satellite Awards.

Ah! E joias exclusivas criadas por Victoire de Castellane (eu sabia, eu sabia...)

E como uma imagem vale mais que mil palavras, aqui fica um romance inteiro de Charotte Brontë.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por naifnaif às 19:19

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

O Calendário Pirelli

Longe vão os tempos em que íamos a uma oficina para mudar o óleo (pensamos ser isso, visto uma "estranha luz" ter acendido no painel de controlo) e tentamos disfarçar, lançando olhares de soslaio para os calendários sujos de óleo que dão colorido às paredes negras de uma oficina de mecânica. Os habituais calendários, de jovens de camisa de xadrez aberta, tranças louras apertadas ou lingerie vermelha, que certamente não é La Perla, fazem companhia aos senhores mecânicos durante o dia, e, provavelmente , à noite.

Mas aqui a questão não é essa! A Pirelli , conhecida marca de pneus, lembrou-se um dia, já no longínquo ano de 1964, que, uma vez que fornecia pneus, também haveria de dar mais qualquer coisinha. E o que assenta melhor com pneus que não os calendários? É como o Natal sem recebermos meias como presente!

Fotografado por Robert Freeman , que fez algumas das capas mais famosas dos Beatles, foi relativamente ignorado, sendo apresentado à impressa apenas o ano de 1966 e no ano seguinte nem a edição do calendário foi realizada. Ganhando notoriedade a pequeno passos, as suas edições foram forçosamente interrompidas entre 1974 e 1987, devido a problemas como a crise do petróleo e sindicalismos.

Trabalhando com os melhores  fotógrafos, como Richard Avedon , Mario Testino , Peter Lindbergh , Herb Ritts , Norman Parkinson ou Anne Leibovitz , pelas suas páginas já se contaram top-models agora  milionárias (Naomi apresentou-se pela primeira vez no calendário tinha 16 anos repetindo o feito posteriormente em 1995 e 2005), actrizes de Hollywood, gente da moda, cinema e arte.

Mas a Pirelli conseguiu correr as bocas do mundo quando fotografou a diva Sophia Loren , com 72 anos, em poses sensuais q. b ., para o seu calendário de 2007.

Este ano a sua 35ª edição será apresentada no  dia 29 deste mês, em Yanzhou , com fotografias de Patrick Demarcheier , que fotografou em Xangai 12 belas modelos, incluindo a braslieira Carol Trentini . A musa desta produção foi a actriz de «Amor à flor da pele», Maggie Cheung .

 

 

 

Mas não vale a pena correr para o quiosque mais próximo, a menos que seja o Bill Gates, o Rei de Espanha, um dos Beatles ou Bono Vox , só verá algumas imagens, e esta à distância de um ecrã de computador. É que para manter a exclusividade e evitar que sigam direitinhas para as ditas paredes de uma oficina, apenas são realizadas 20.000 cópias.

 

 

 

 

 

 

 

As imagens publicadas correspondem a momentos do "making of" do calendário Pirelli de 2008.

 

 

Para conhecer os calendários dos outros anos: http://www.pirellical.com/thecal/home.html

publicado por naifnaif às 15:08

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Les bijoux de Victoire

 

 

 

Para muitos um nome estranho, para outros um expoente do que mais de criativo se pode fazer no mundo da moda sem se trabalhar com trapos. Victoire de Catellane, francesa de gema, é a designer principal da alta joalharia da casa Dior, que enche de cor, exotismo e forte presença.

Victoire, após 15 anos a defender as cores da casa Chanel, muda-se para a Dior, onde apresenta a sua primeira colecção em 1999. Uma história de sucesso, que, para já, não se avista o fim.

Victoire assume um gosto requintado e, contrastando, uma seriedade em fazer as suas colecções arrancarem não só admiração como também gargalhadas. De joaninhas a anémonas, conchas em azul turquesa, ametistas e citrinas de proporções exageradas, Victoire move-se com magia na criação de objectos nunca antes imaginados.

Porque o banal é comum, e para o comum, de hábito, já não é notado, a moda exige um passo sempre à frente. Na mira da roupa vemos que a fonte está um pouco mais seca, onde a palavra "revivalismo" impera e um pouco de ar fresco assume o carácter de quimera. No entanto, Victoire de Castellane bafeja-nos, ainda que de longe, com uma novidade. Lembrando as czarinas, as imperatrizes e rainhas de outros tempos, as suas peças fazem, mais do que tudo, sonhar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para investir: http://www.diorjoaillerie.com/

publicado por naifnaif às 18:31

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Lolitas?

A propósito de estar a ler Lolita de Nabokov apercebi-me que as "lolitas" estão cada vez mais na moda. Somos inundados constantemente por uma imagens pré-púbere de jovens raparigas, em que os traços de infantilidade são acentuadamente marcados. Ora vejam, as modelos não têm curvas, não têm peito, os rostos andróginos continuam a ser sensação, não tanto como os anos 90 mas ainda assim vemos modelos cuja definição sexual é difícil de definir! E as mulheres que usam renda cor de rosa, sweet kitty, inclusive o tartan, tão em voga este Inverno não vos traz reminiscências das meninas colegiais?

Na revista Pública do Jornal Público de 14.10.07, a cronica de Faíza Hayat retrata bem uma sub-cultura cujo expoente máximo nos vem de Oriente, mas propriamente do Japão. Na crónica, uma menina Hello Kitty conversa com um homem. A menina, estudante japonesa num bar de Barcelona revela que foi mandada estudar para fora quando a sua família descobriu que tabalhava num clube telefónico, que satisfazia as necessidades sexuais de senhores com saudades dos seus tempos de meninice.

Como Hayat afirma, "bura-sera" (o fascínio erótico por adolescentes) e "Lorikon" (o complexo de Lolita) são traços marcantes da cultura japonesa contemporânea - como sabe qualquer leitor de Huraki Murakami.

Mas há quem leve o complexo de Lorikon tão à letra que surgem inúmeras sub-categorias destas Lolitas, onde cada pessoa pode assumir uma personagem de esteja presa à sua fantasia, e engane-se quem pensa que são exclusivo de meninas-mulheres. Os homens também podem se transvestir e assumir uma nova identidade.

O mundo Loli é tão vasto no Japão que as suas sub-categorias vão crescendo a olhos vistos! Só para dar alguns exemplos, temos a Classical Lolita ( o estilo clássico, que remete à moda vitoriana e rococó original ), a Sweet Lolita ( como o nome indica, tudo o que é sweet, desde animais a frutas estampadas), Country Lolita (sim, adivinharam, estilo country), Punk Lolita, Gothic Lolita, Guro Lolita ( um arzinho mais pesado, onde o sangue falso impera), Shiro e Kuro Lolita ( Sweet Lolitas que vestem apenas de Branco e de Preto, respectivamente).

Enfim, um vasto mundo onde nos podemos perder e voar até aos limites que a imaginação permitir!

 

Some Pictures:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Some links:

 

- http://roriita.multiply.com/

- http://www.photosaga.com/Japon%20kids/index.htm

- http://harajukus.blogspot.com/

- http://pt.wikipedia.org/wiki/Loli

- http://www.avantgauche.co.uk/

- http://digitador.blogsome.com/2007/05/29/lolitas-fashion-no-folhateen/

- http://www.japaneselifestyle.com.au/fashion/gothic_lolita.html

- http://www.metamorphose.gr.jp/english/index.html

publicado por naifnaif às 12:28

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 3 de Novembro de 2007

Arrivedèrci Valentino!

Um dos mais consagrados estilistas mundiais, dono de uma exímia perfeição, diz adeus a um mundo que ele próprio ajudou a criar. Valentino despediu-se da moda, deixando um legado de 45 anos, e, entre eles, muitos vestidos que nos fazem sonhar, recordando que é ele um dos criadores preferidos das estrelas de Hollywood. Jamais se assistiu a uma entrega dos Óscares sem que uma das suas criações figurasse no tapete vermelho. E por falar em vermelho, Valentino deixou uma marca ainda mais profunda na tensa trama do arco-íris da Alta-Costura, uma cor que lhe homenageia o nome, o «Vermelho-Valentino», um tom sanguento, sequioso de vida, profundo e apaixonado como nenhum outro é capaz de imitar. E tudo isto se devendo a Diana Vreeand, redatora chefe da Vogue USA, que sendo grande adoradora do vermelho, lhe transmitiu essa paixão, ao qual permaneceu como o seu mais fiel subordinado.

O costureiro que se formou junto ao estilista grego Jean Desses e o francês Guy Laroche, informou que vai parar de desenhar suas coleções no final do mês de Janeiro de 2008, deixando um pouquinho mais vazio o trono da Alta-Costura.

Como um dos meus designers de eleição, um apaixonado pela beleza em todas as suas formas, aqui fica uma pequena homenagem, nas suas próprias palavras:

«Tenho essa doença desde pequeno, eu só amo as coisas bonitas. Não gosto de ver os homens sem gravata, de pull-over, as mulheres com maquilhagem extravagante e "pantalonas" sem forma, é um sinal de má educação e de falta de respeito em relação a si mesmo. Pouca coisa é suficiente, um penteado, um toque de blush, uma calça de estilo» declarou ele à revista italiana Elle em Março de 2007. Bravo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Colecção Autunno/Inverno 07-08: disponível em http://www.valentino.com/ 

publicado por naifnaif às 14:27

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Project addicted

. Ledger 79-08

. Balenciaga em flôr

. M.I.A para Marc

. Alexander McQueen ready-t...

. Dunst para Miu Miu

. Alessandro Dell'Acqua

. Stop and Think! World AID...

. Beautiful wellies

. HM para brincar

.arquivos

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds